imagem da noticia
camera

Reprodução

seta amarela

Política

TSE concede direito de resposta a Bolsonaro para se defender de acusações de propaganda petista

Bolsonaro terá 2 minutos e 8 segundos da propaganda petista.

Redação Pedra Azul News

21/10/2022 - 00:00:00 | Atualizada em 21/10/2022 - 17:23:44

camera

Reprodução

Maria Claudia Bucchianeri, ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), concedeu na última quinta-feira (20) dois direitos de resposta ao presidente Jair Bolsonaro (PL) para se defender das acusações feitas em propaganda eleitoral do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Bolsonaro terá 8 inserções de 30 segundos e mais 12 segundos de outra entrada para rebater acusações de que defende o aborto, veiculadas pela campanha petista.

Depois, ele poderá usar 2 minutos e 8 segundos da propaganda eleitoral de Lula. Assim, Bolsonaro terá a oportunidade de rebater acusações sobre sua suposta ligação com a milícia e esquemas de corrupção como a "rachadinha".

Na quarta (19), o TSE concedeu os primeiros pedidos de direito de resposta na propaganda de rádio e TV dos presidenciáveis. Lula tem direito a 184 inserções de TV para responder a acusações feitas por Bolsonaro, segundo informações da Gazeta do Povo. Com as decisões de quinta (20), o presidente Bolsonaro terá 22 inserções no período destinado ao petista, além de 12 segundos de outra entrada.

Lula também conseguiu direito de resposta em 42 inserções de 30 segundos no horário eleitoral de rádio de Bolsonaro. A ministra destacou que os candidatos devem aproveitar o tempo para rebater acusações de seus adversários. "Sob pena de, em assim não sendo, o ofendido ter subtraído 'tempo idêntico do respectivo programa eleitoral'. No caso, a resposta deverá se limitar ao afastamento das ofensas pessoais aqui reconhecidas", escreveu Bucchianeri.