imagem da noticia
camera

Foto: Kevin Dietsch/Pool via Reuters

seta amarela

Política

Senado dos EUA aprova resolução pedindo que a eleição no Brasil seja transparente

Texto cita golpe militar e uso das Forças Armadas nas eleições.

Redação Pedra Azul News

29/09/2022 - 00:00:00 | Atualizada em 29/09/2022 - 16:12:37

camera

Foto: Kevin Dietsch/Pool via Reuters

No último dia 28, o Senado dos Estados Unidos aprovou uma resolução sobre as eleições brasileiras. Por unanimidade, a resolução foi aprovada pedindo que o governo brasileiro preze por uma eleição "livre, justa, crível, transparente e pacífica.”

No que diz respeito ao que foi aprovado, o texto reforça que os EUA irão "reconhecer imediatamente o resultado da eleição no Brasil, se essa eleição for considerada por observadores e organizações internacionais como livre e justa".

A resolução foi proposta pelo senador democrata Bernie Sanders e trouxe em seu texto a preocupação com um possível golpe militar, indicando a posição americana de “rever e reconsiderar a relação entre os Estados Unidos e qualquer governo que chegue ao poder no Brasil por meios antidemocráticos, incluindo um golpe militar".

A matéria não cita o presidente Jair Bolsonaro, mas destaca os recorrentes questionamentos sobre a veracidade dos resultados das urnas e a possibilidade de usar as Forças Armadas para intervir na eleição.

“Estou no plenário do Senado para aprovar uma resolução apoiando eleições livres e justas no Brasil. É importante que o povo brasileiro saiba que os Estados Unidos estão do lado deles e do lado da democracia”, afirmou Sanders em seu Twitter.

Nenhum senador americano se opôs ao texto aprovado, que não tem força de lei. O documento é, na prática, um posicionamento do legislativo americano.