imagem da noticia
camera

Divulgação/PTB

seta amarela

Política

Padre candidato à Presidência afirma que unir política e religião é fundamental

Em entrevista, no último dia 15, padre Kelmon ressaltou também a educação básica.

Redação Pedra Azul News

17/09/2022 - 00:00:00 | Atualizada em 18/09/2022 - 13:48:51

camera

Divulgação/PTB

Candidato à Presidência pelo PTB, padre Kelmon Luís, deu uma entrevista ao Correio Braziliense defendendo a união entre política e religião. Segundo o padre, é importante a participação de líderes religiosos na política brasileira. Mesmo que o Estado seja laico, essa junção deve ser feita, na opinião do candidato.

“O padre e o pastor devem participar da vida política e entender de assuntos que vão conduzir a sua própria vida, ou seja, nós vamos eleger deputados federais, estaduais, senadores. Homens que vão escrever leis, que vão fazer leis que vão conduzir os passos de cada cidadão. Eu preciso participar disso, o povo precisa conhecer aqueles que serão responsáveis pela sua própria vida. Então, é importantíssimo que o fiel, o padre e o pastor também participem disso.”

Padre Kelmon era vice na chapa, mas tornou-se postulante após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassar o registro da candidatura à Presidência de Roberto Jefferson.

Dentre suas propostas, destacou a educação "porque vai preparar a criança para a universidade". Para o candidato, o investimento deve ser feito na educação básica.

“A gente precisa acreditar que o caminho é investir na educação de base. Então, para mim, o importante é investirmos na educação de base, investirmos nas nossas crianças. O Brasil investe muito em educação, mas é preciso apostar e investir na educação das crianças e dos adolescentes. A educação de base é fundamental porque vai preparar a criança para a universidade. Ela já vai estar com a cabeça preparada, preparada para os desafios da vida.”