imagem da noticia
camera

Reprodução

seta amarela

Mundo

Ex-jogador da seleção brasileira, Daniel Alves, é condenado na Espanha por estupro de jovem em boate

Moradores de Juazeiro querem retirada de sua estátua, que o homenageia desde 2020, na cidade.

Redação Pedra Azul News

24/02/2024 - 00:00:00 | Atualizada em 08/03/2024 - 20:49:36

camera

Reprodução

O ex-jogador da seleção brasileira, do Barcelona e de São Paulo, Daniel Alves foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão pela justiça espanhola, acusado de estupro de uma jovem de 23 anos em boate de Barcelona em 2022. A decisão considerou uma indenização de 150 mil euros à vítima, feita com ajuda da família de Neymar, e que atenuou a pena.

Segundo o Tribunal da região da Catalunha, o juízo da seção judicial Provincial de Barcelona determinou que o ato sexual em questão não foi consensual e envolveu o uso de violência.

Após cumprir a pena, que deduzirá 13 meses de prisão já cumpridos desde 2023, Daniel Alves ficará sob liberdade condicional por cinco anos. A sentença estabelece que ele está proibido de se aproximar da residência ou local de trabalho da vítima em um raio de um quilômetro e não pode entrar em contato com ela por nove anos e seis meses. Além disso, Alves não poderá exercer qualquer emprego, cargo público, profissão ou comércio relacionado a menores de idade durante um período de cinco anos.

O julgamento de Daniel Alves durou três dias, iniciando em 5 de fevereiro, com o depoimento emocionado da vítima. Durante cerca de 1 hora e 15 minutos, ela detalhou os eventos daquela noite e descreveu o momento em que alega ter sido vítima de abuso sexual.

O próprio brasileiro prestou seu depoimento apenas no último dia do julgamento, visivelmente abalado e chorando. Alves admitiu ter consumido grandes quantidades de bebida alcoólica no dia do ato, mas reiterou veementemente sua inocência, negando as acusações de abuso sexual.

Além da expectativa em torno da sentença, a imprensa espanhola especula um novo pedido de liberdade condicional que a defesa do jogador poderá apresentar à Justiça e, também, a defesa da vítima poderá recorrer para chegar à pena máxima possível, de 12 anos.

Um ex-colega de cela de Daniel afirmou que o jogador tinha um plano de fuga preparado, caso algum dos últimos quatro pedidos de liberdade fosse aceito. No entanto, todos os pedidos foram negados pelas autoridades espanholas.

Enquanto isso, em Juazeiro, na Bahia, onde nasceu o ex-jogador, moradores exigem a retirada de sua estátua, que o homenageia desde 2020, na cidade. Alguns protestos na imagem já foram feitos desde sua prisão em janeiro de 2023.

Ex-jogador da seleção brasileira, Daniel Alves, é condenado na Espanha por estupro de jovem em boate
.