imagem da noticia
camera

Reprodução

PUBLICIDADE

seta amarela

Brasil

WhatsApp encerra conta da Asfav, Associação para a anistia aos detidos em 8 de janeiro

Os esforços continuam, apesar dos obstáculos na coleta de assinaturas após bloqueio da conta.

Redação Pedra Azul News

10/04/2024 - 00:00:00 | Atualizada em 11/04/2024 - 12:53:20

camera

Reprodução

A Associação dos Familiares e Vítimas do 8 de Janeiro (Asfav) anunciou nesta terça-feira, 9, o encerramento do uso do WhatsApp da instituição. O número, anteriormente utilizado para a coleta de assinaturas em favor da anistia a presos ligados à manifestação, foi desativado sob alegação de violação da política comercial do WhatsApp.

A campanha pela anistia aos detidos começou recentemente, visando a obtenção de 1,6 milhão de assinaturas em todo o país. A presidente da Asfav, Gabriela Ritter, nomeou a iniciativa popular de "Cleriston da Cunha, o Clezão", em homenagem ao empresário falecido na Papuda após uma série de pedidos de soltura ao Supremo Tribunal Federal.

Essa iniciativa de expressão e mobilização popular mediante coleta de assinaturas é semelhante a outras que conseguiram alterar leis no país. Um exemplo foi o caso da morte de Daniella Perez com 28 apunhaladas e sem direito e tempo de se defender, filha da dramaturga Gloria Perez. 

Mesmo após 30 anos do assassinato de Daniella, sua mãe conseguiu reunir 1,3 milhões de assinaturas em um documento que solicitava a mudança na lei e o Congresso aceitou a sugestão e aprovou a inclusão de homicídio qualificado nos crimes considerados hediondos, o que acarreta uma punição mais rigorosa e com menos permissões previstas em lei. 

Enquanto a oposição debate a questão da anistia desde o final de 2023, membros do congresso alinhados à direita buscam apoio para medidas em tramitação. Durante uma manifestação na Avenida Paulista, o ex-presidente Jair Bolsonaro fez um apelo aos parlamentares em favor do perdão aos presos, destacando que essa será uma das pautas centrais da oposição ao governo Lula nos próximos anos.

WhatsApp encerra conta da Asfav, Associação para a anistia aos detidos em 8 de janeiro
.