imagem da noticia
camera

Igo Estrela/Metrópoles

seta amarela

Brasil

STF nega pedidos de liberdade a presos por atos em Brasília

HCs foram negados por questões processuais.

Redação Pedra Azul News

17/01/2023 - 00:00:00 | Atualizada em 17/01/2023 - 10:53:37

camera

Igo Estrela/Metrópoles

Por questões processuais, o ministro Ricardo Lewandowski do Supremo Tribunal Federal (STF) negou dois pedidos de liberdade a presos envolvidos em atos nos prédios dos Três Poderes no dia 8 janeiro.

Citando entendimento consolidado da Corte (Súmula 606), Lewandowski entendeu que não pode julgar, por meio de "habeas corpus", a decisão do ministro Alexandre de Moraes. De acordo com o ministro a jurisprudência sumulada do STF estabelece que “não cabe habeas corpus originário para o Tribunal Pleno de decisão de Turma, ou do Plenário, proferida em habeas corpus ou no respectivo recurso”.

Os pedidos de liberdade foram protocolados pelas defesas do empresário Eduardo Zeferino Englert e de Francisca Elisete Cavalcante Farias. Segundo informações da Agência Brasil, os advogados alegaram que Eduardo não tem relação com financiamento dos atos em Brasília. Já a advogada de Francisca afirmou que ela estava no acampamento, mas que teria participado apenas das atividades religiosas.

Os pedidos de "habeas corpus" foram negados na segunda-feira (16), mesma data em que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) informou a intenção de concluir as audiências de custódia dos mais de mil presos nos atos.

De acordo com o CNJ, de 11 de janeiro até domingo (15) foram realizadas 1.248 audiências.