imagem da noticia
camera

Freepick

seta amarela

Brasil

Remédio para tratar câncer de mama é incorporado ao SUS

A portaria que incorpora o remédio SUS passa a valer imediatamente.

Redação Pedra Azul News

19/09/2022 - 00:00:00 | Atualizada em 19/09/2022 - 08:40:51

camera

Freepick

Uma boa notícia para as pacientes que lutam contra o câncer de mama e fazem o tratamento pelo SUS: o remédio Trastuzumabe Entansina passou a ser incorporado ao Sistema Único de Saúde. Indicado para a monoterapia, quando o processo de tratamento é realizado utilizando apenas uma droga ou procedimento.

Segundo o Ministério da Saúde, a tecnologia do medicamento recebeu recomendação favorável de incorporação ao SUS depois de ter passado por avaliação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec), que é responsável por assessorar a pasta nas atribuições relativas à incorporação, exclusão ou alteração de tecnologias em saúde pelo Sistema Único de Saúde.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), em 2018, mais de 620 mil mulheres morreram de câncer de mama em todo o mundo. No Brasil, o número total de novos diagnósticos ao ano chega a 60 mil, resultando em uma taxa de incidência de 60/100 mil habitantes.

Em 2017, o Instituto Nacional de Câncer (INCA) reportou 16.724 mortes em mulheres. No ano de 2018, o Brasil foi o quarto país com a maior incidência em câncer de mama e o quinto em mortalidade. Estima-se que a incidência entre as brasileiras nos próximos 20 anos terá um aumento de 47%, diz OMS.

No Espírito Santo, os dados mais recentes revelam que o câncer de mama feminino é o maior causador de óbitos por câncer. Segundo o Sistema de Informação de Mortalidade da Secretaria da Saúde (Sesa), foram registrados 361 óbitos pela doença em 2019. Em 2020, um número ainda alto, 355 mulheres morreram em decorrência da doença. Quase uma vítima fatal por dia durante todo o ano.

Ainda segundo a Sesa, o câncer de mama, quando identificado em estágios iniciais, ou seja, quando as lesões são menores que 2 centímetros de diâmetro, apresenta prognóstico mais favorável e a cura pode chegar a 95%.

Saiba quais são os principais sinais e sintomas da doença:

  • Qualquer nódulo mamário em mulheres com mais de 50 anos.
  • Nódulo mamário em mulheres com mais de 30 anos, que persistem por mais de um ciclo menstrual.
  • Nódulo mamário de consistência endurecida e fixo ou que vem aumentando de tamanho, em mulheres adultas de qualquer idade.
  • Saída espontânea de secreção em um dos mamilos.
  • Lesão de pele na mama que não responde aos tratamentos tópicos.