imagem da noticia
camera

Sérgio Lima/Poder360

seta amarela

Economia

Governo Bolsonaro teve menor dívida pública, segundo Banco Central

2022 encerrou com superávit e recuo de dívida.

Redação Pedra Azul News

30/01/2023 - 00:00:00 | Atualizada em 30/01/2023 - 20:34:01

camera

Sérgio Lima/Poder360

O Banco Central do Brasil emitiu uma nota na segunda-feira (30) com dados que demonstram uma Dívida Bruta do Governo Geral (DBGG) menor desde julho de 2017. O que significa que o governo de Jair Bolsonaro (PL) encerrou o mandato com uma dívida pública representando 73,5% do Produto Interno Bruto (PIB), menor do que a deixada por Michel Temer (MDB).

A DBGG, que compreende governo federal, INSS e governos estaduais e municipais, atingiu R$7,2 trilhões, com queda de 4,8 pontos percentuais devido ao crescimento do PIB nominal, dos resgates líquidos de dívida e da incorporação de juros nominais

Além disso, o governo do ex-presidente fechou 2022 com superávit primário de R$126 bilhões (1,28% do PIB). A partir desses dados, "o setor público consolidado manteve a trajetória de melhoria do resultado primário observada desde 2017, interrompida somente em 2020, em função dos impactos econômicos e sociais da pandemia", considera o Banco Central.

O informativo na íntegra está em https://www.bcb.gov.br/content/estatisticas/hist_estatisticasfiscais/202301_Texto_de_estatisticas_fiscais.pdf