imagem da noticia
camera

STF

seta amarela

Brasil

Ex-Ministro do STF, Lewandowski, será o novo Ministro da Justiça no Governo Lula

Anúncio ocorre nesta quinta-feira (11).

Redação Pedra Azul News

11/01/2024 - 00:00:00 | Atualizada em 11/01/2024 - 12:25:19

camera

STF

Na tarde desta quinta-feira (11), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) revelou que o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, ocupará a vaga deixada por Flávio Dino no Ministério da Justiça e Segurança Pública. Dino, por sua vez, se afasta para assumir uma cadeira no STF, com previsão de posse em 22 de fevereiro.

Lewandowski, cujo nome já estava em cogitação desde a indicação de Dino para o Supremo, tem um histórico de decisões favoráveis a Lula durante seu tempo no STF. Segundo Lula, a posse do novo ministro está marcada para o dia 1º de fevereiro. O jurista Manoel Carlos de Almeida Neto é cogitado para ser seu secretário-executivo.

A transição no Ministério será acompanhada de perto pelo atual ministro da Justiça, Flávio Dino. Lewandowski assegurou que não haverá alterações nas políticas públicas ou ações implementadas por Dino à frente da pasta.

Dino, por sua vez, busca uma solução para o atual secretário-executivo, Ricardo Capelli, recusando a oferta de Lula para assumir a coordenação de segurança do Ministério da Justiça. O PSB pressionou o governo para manter alguns postos estratégicos na pasta, mas Lewandowski aceitou o cargo apenas com a garantia de liberdade na escolha de sua equipe de primeiro escalão.

Vale destacar a proximidade recente de Lewandowski com o Movimento Sem-Terra (MST), historicamente ligado ao PT e a Lula. Em dezembro passado, o ex-ministro criticou a "democracia liberal burguesa" e elogiou o MST como "exemplo" em um evento promovido pelo movimento.

Após sua aposentadoria do STF, Lewandowski tornou-se consultor jurídico sênior do Grupo J&F, dos irmãos Joesley e Wesley Batista. Em 2017, o grupo assinou um acordo de leniência de R$ 11 bilhões no âmbito da extinta Operação Lava Jato, sendo importante ressaltar que Lewandowski é conhecido por suas críticas a essa operação, afirmando, em janeiro de 2020, que o combate à corrupção no Brasil poderia levar a retrocessos.

Ex-Ministro do STF, Lewandowski, será o novo Ministro da Justiça no Governo Lula
.