imagem da noticia
camera

imagens das projeções disponibilizadas pelo Iema

seta amarela

Pedra Azul

Parque Estadual da Pedra Azul terá sede própria

Parque deixará sede alugada

Redação Pedra Azul News

27/11/2022 - 00:00:00 | Atualizada em 16/10/2023 - 13:37:44

camera

imagens das projeções disponibilizadas pelo Iema

O Parque Estadual da Pedra Azul terá uma nova sede. Na última quinta-feira (24), o governador Renato Casagrande recebeu o prefeito de Domingos Martins, Wanzete Krüger, a secretária municipal de Meio Ambiente, Thairine Klein Gilles, e o secretário municipal de Desenvolvimento Rural, Rogério Manzolli, para a solenidade de assinatura da ordem de serviço com objetivo de reforma, construção e ampliação do Parque da Pedra Azul.

Segundo o Governo do estado, o Parque Estadual da Pedra Azul terá uma sede própria. O local atual do Parque é sede alugada, fora da área da Unidade de Conservação. Será construído um auditório, estrutura para lanchonete, escritório para a gestão e alojamento para pesquisadores. Além disso, o Centro de Atendimento aos Visitantes será reformado.

Nas redes sociais, a prefeitura de Domingos Martins divulgou a assinatura da ordem de serviço e declarou que o investimento previsto somente na unidade é de R$ 3,81 milhões.

O Pedra Azul News conversou com a Assessoria de Imprensa do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema). Confira a entrevista:

P.A.N: Qual será o tempo de execução da obra?
Iema: A previsão é que a obra dure 540 dias.

P.A.N: Haverá visitação do público no período da obra?
Iema: A manutenção da visitação será avaliada no decorrer das obras.

P.A.N: Com a reforma, aumentará a capacidade de visitantes?
Iema: A capacidade de visitantes ficará maior no centro de visitantes que terá melhor estrutura. Com relação às trilhas, será avaliado o suporte de carga de acordo com o Plano de Manejo que está em revisão.

P.A.N: Quais os benefícios sociais, ambientais e econômicos da reforma do parque?
Iema: Com a nova sede, será possível receber melhor as escolas, visitantes e pesquisadores e utilizar ainda mais o espaço para educação ambiental. Os servidores também terão melhores condições de trabalho. Haverá ainda a possibilidade de geração de renda com as estruturas de lanchonete. Além disso, com as melhorias, o parque atenderá melhor o público, tornando-se mais sustentável, gerando riqueza e valor para o Estado e para as comunidades do entorno.

A previsão para o início das obras é na próxima semana, mas vai depender da duração do período de chuvas.