imagem da noticia
camera

Reprodução

seta amarela

Eleições

Ciro Gomes defende Novo Código do Trabalho e diz que CLT está superada em muitos dos seus valores

O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, participou na manhã dessa quinta-feira (1

Redação Pedra Azul News

18/08/2022 - 00:00:00 | Atualizada em 18/08/2022 - 16:53:07

camera

Reprodução

O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, participou na manhã dessa quinta-feira (18) do Ciclo de Debates para as Eleições de 2022, organizado pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e também pela Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp). O evento aconteceu na sede da ACSP.

No encontro, Ciro defendeu alguns pontos de sua campanha, como a necessidade de uma reforma tributária, a criação do Imposto sobre o Valor Agregado e também o fim da paridade internacional do preço do petróleo.

Ponto que chamou atenção foi a defesa de Ciro pela criação de um Novo Código do Trabalho, a partir de um diálogo com empresários e trabalhadores, conforme apurado pelo jornal O Tempo. Ciro teria dito que os encargos trabalhistas são muitas vezes ineficientes e, com isso, defendeu a flexibilidade da legislação. Segundo ele, a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) cumpriu um papel fundamental na história, mas já estaria superada em muitos dos seus valores.

Esse novo Código do Trabalho, por outro lado, respeitaria todas as convenções da Organização Internacional do Trabalho (OIT) assinadas pelo Brasil, de modo a manter o trabalhador protegido.

Ciro levanta a bandeira do trabalhismo, legado de Leonel Brizola, fundador do seu partido, falecido em 2003. Brizola, por sua vez, foi pupilo de Getúlio Vargas, criador da CLT (1943), citado por Ciro na epígrafe de seu livro “Projeto Nacional: O dever da Esperança”.