imagem da noticia
camera

reprodução Fugini

seta amarela

Brasil

Anvisa suspende alimentos da marca Fugini; maioneses teriam sido feitas com matéria-prima vencida

Produto vencido e falta de higiene estão entre os problemas.

Redação Pedra Azul News

30/03/2023 - 00:00:00 | Atualizada em 30/03/2023 - 17:40:52

camera

reprodução Fugini

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu, nesta quinta-feira (30), a fabricação e comercialização de produtos da marca Fugini. A decisão foi tomada após inspeção na fábrica localizada em Monte Alto (SP).  Os principais alimentos fabricados pela Fugini são molhos de tomate, conservas vegetais e outros molhos, como maioneses e mostardas.

De acordo com a Anvisa, a inspeção revelou problemas de controle de pragas, higienização, controle de qualidade e segurança das matérias-primas e rastreabilidade, entre outras. São falhas consideradas graves e “podem impactar a qualidade e a segurança do produto final”.

Ainda nesta quinta-feira, a Anvisa vai publicar a Resolução - RE 1.051, referente a lotes de maioneses da marca Fugini produzidos na mesma fábrica, no período de 20/12/2022 a 21/3/2023.

A medida vale para “comercialização, a distribuição e o uso, e determina o recolhimento de todas as apresentações da maionese da marca Fugini, com vencimento em janeiro, fevereiro ou março de 2024. A proibição vale também para todos os lotes que irão vencer em dezembro de 2023, com numeração iniciada por 354”, segundo a Anvisa.

As maioneses teriam sido fabricadas com matéria-prima vencida e a agência alerta que “alimentos vencidos, incluindo suas matérias-primas, são considerados impróprios para o consumo, e a sua exposição à venda ou ao consumo é considerada infração sanitária. Assim, o recolhimento dos alimentos visa retirar do mercado produtos que representem risco ou agravo à saúde do consumidor”.

Comércios e consumidores não devem utilizar tais lotes e entrar em contato com a empresa (apresentações com vencimento em janeiro, fevereiro ou março de 2024 e TODOS os lotes que irão vencer em dezembro de 2023, com numeração iniciada por 354).

A Fugini se manifestou e, em nota, disse não concordar com todas as alterações. “Toda nossa linha de produtos segue sendo comercializada normalmente nos pontos de varejo, com a qualidade de sempre (…). Comunicamos ainda que, de acordo com a Resolução - RE 1.051/2023 Anvisa, publicada em 30 de março de 2023, realizaremos um recall somente da linha maioneses.”

Explicou ainda que, por um “erro operacional”, o urucum utilizado representando 0,003% da formulação estava fora da sua data de validade.